5041 - 6296 / 5093 – 3830  
atendimentomuroazul@gmail.com

Dicas e testes   >    Exercícios físicos no combate à depressão


Ansiedade e a vontade de comer. Como lidar?


É fome ou vontade de comer? Sabe quando você fica beliscando guloseimas, abre e fecha a geladeira a todo o momento e sente aquela sensação de fome que nunca passa? Muita atenção! Isto pode ser fome psicológica, um sintoma da ansiedade, em que o alimento torna-se uma espécie de refúgio da situação de estresse ou tensão pela qual está passando.

Mas qual é a diferença entre a fome física e a fome psicológica? Como identificar?

Quando sentir o estômago vazio, e a necessidade de se alimentar, estes são os sinais que o corpo enviou para o cérebro e está na hora de comer, reabastecer o seu corpo! Mas nada de esperar sentir desconforto ou passar mal, o ideal é se alimentar de três em três horas, optando sempre por alimentos mais leves e saudáveis.

Já a fome psicológica, como o próprio nome já diz, pode ser o seu estado emocional lhe pregando uma peça. Neste caso, você come pelo simples fato do alimento estar disponível. Essa “fome” está escondida na famosa “vontade de comer”, um doce, uma besteirinha aqui e outra lá. Esta sensação pode surgir mesmo que tenha se alimentado recentemente.

Como controlar a fome psicológica?

Por estar ligada a uma causa psicológica, como depressão, tristeza, raiva ou ansiedade, ela pode passar com o tempo, já em outros casos, pode prolongar, por isso, nunca deve ser ignorada, mas tratada por um profissional qualificado para cada caso.

A melhor forma de prevenir é viver uma vida “mais leve”, longe do estresse, de situações que levam a quadros de ansiedade, e o refúgio seja a comida. A prática de exercícios também ajuda, aliviando a tensão e a vontade de comer.

Fonte:http://vivomaissaudavel.com.br/bem-estar/qualidade-de-vida/fome-psicologica-vontade-de-comer-pode-ser-ansiedade/